Untitled, 2017-2

Coisa estranha.

Como se depois da minha obra você tivesse se tornado outra pessoa. Seu rosto mudou (talvez algum procedimento estético), seus olhos se apagaram. Algo sumiu dentro de você. Foi roubado. Depois de todas as bizarras coincidências que envolveram meu processo de criação e sua vida, as coisas que escrevi e depois, em questão de horas, apareceram na sua rotina (girassol, cabelo vermelho, título de música), é como se aquele cara sobre o qual construí minha narrativa tivesse se transformado em um desconhecido.

Talvez tenha sido o contrário. É possível que a transformação tenha partido de mim. Eu te criei e te extingui. Pode ser que você não mais exista.

Você ficou ali nas minhas folhas. Sinto saudade. Um pouco de culpa por ter te deixado. E por ter criado uma relação com alguém que é meio gente, meio personagem. Um híbrido amorfo, um amálgama com quase nada de realidade. E ao mesmo tempo tão palpável, como se sua pele tivesse vestido minha alma.

Eu também. Sou metade real. Metade inventada. Também criei a mim mesma neste delírio.

A beleza que eu dei ao mundo foi rejeitada. Não interessa. É cada dia menos importante face à psicopatia coletiva que vivemos.

Um pouquinho de significado.

Há ainda no que eu faço?

No que você faz?

Há ainda um pouquinho de amor – de conexão – no rosto da multidão?

Pelo menos, há brilho.

E palco.

E luzes.

E tecidos e aviamentos que se balançam com o movimento do nosso corpo. E, sim, admito, um pouco ainda de significado (pra mim é tudo).

As veias cansadas da minha mão querendo explodir meu sangue pra longe de mim. A apatia no nosso rosto sonâmbulo. Se matar de trabalhar pra não gritar, sozinhos no eco da nossa mente.

Presos entre a vida e uma outra coisa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s